sábado, fevereiro 24, 2007

. . .

Que a vida não pára.
Para quem vai
Para que fica
Para quem quer
Ou não
Nem para quem morre,
Porque a morte é estrada.

De jumento,
mercedez, bmw,
magrela, carruagem
sp2
Vamos todos e sempre


Mas paramos nós
Quando mutamos a Voz
E a vida se esvai um pouco
- porque ela vive, não mais o corpo -
Passamos a existir sem desfrutar.

E parar para pensar em tudo isso
talvez seja o caminho inverso

Deixa...

O juízo excessivo te estressa

Lava alma e o rosto
tira as mãos do teu bolso
e vai
Que a vida não te espera.

Nenhum comentário:

Postar um comentário