sexta-feira, novembro 28, 2008

Ano III


Dia 26 fiz (emos) três anos de casada. Foi legal, apesar de não ser nada demais.
Ao mesmo tempo em que parece ter passado muito rápido, três anos não são propriamente uma vida, então há muito o que se viver (??).

No primeiro ano fomos para Barra de Camaratuba. Foi péssimo! O hotel era caríssimo e ruinzinho - foi indicação de uma "amiga" - e o que salvou foi uma jacuzzi, porque nem o clima tava muito bom. Estávamos irritados por qualquer coisa que nem sei mais.

O segundo ano foi no Maranhão. O Fernando tinha que ir para lá de qualquer maneira e acabamos juntando as duas coisas. Foi bom. Não foi melhor porque estávamos cansados de ter falado em várias igrejas etc. Ossos do ofício.

Esse ano a comunicação falhou e não conseguimos planejar nada com antecedência. Houve um casamento aqui na igreja sábado e o povo teria que viajar um dia depois do nosso aniversário. Ficamos meio confusos com as datas.

No dia 26 resolvemos ir para uma praia bem próxima, aproveitando que estaria vazia por ser meio de semana. Além do mais, não estávamos com pique de gastar porque esse ano já foi a cota (SP e Europa).

Foi ótimo! Acho que foi o melhor aniversário dos três. Aproveitamos bem, comemos bem, dormimos bem.

Mas somos péssimos nas fotos... sempre saímos horrorosos, por isso, posto uma foto da visão do nosso apartamento no hotel. E a corda da rede...

sexta-feira, novembro 21, 2008

Iris

Antes de eu colocar uns outros nacionais de que gosto muito, aqui vai mais um internacional.

Foi uma das primeiras coisas que tentei tocar no violão - sem sucesso, porque era com pestana - e uma das primeiras que consegui traduzir sem ajuda de um dicionário (o tempo voa!!).

Linda a música, lindo o filme do qual ela é tema e quem não gostaria de ser a razão para alguém deixar a "eternidade"?

Aliás, acho que foi por isso que acabei casando. Tudo que meu marido precisou fazer foi dizer que tinha rodado metade do mundo procurando alguém por quem valesse à pena morrer - por causa do exemplo do marido ter que ser como Cristo é para com a igreja - e não tinha encontrado até me conhecer. Até pensei em não aceitar... mas depois me dei conta de que ele poderia muda de idéia...rs... Não foi bem isso, me dei conta de que isso mostrava que ele realmente queria estar comigo por quem eu era e não por uma ou outra qualidade, como a maioria dos caras que se aproximaram da minha vida.

Corajoso o pedido dele. E agora eu também tenho alguém por quem morreria. E ele sabe.

Fefê, sei que vc não entra muito aqui (já me ouve o dia inteiro e ainda ler o que escrevo?? seria demais!!), mas estamos perto do terceiro aniversário de casamento e foi legal lembrar agora, enquanto ouvia essa música de que quase 4 anos atrás aceitei seu pedido de casamento, num momento tão confuso da minha vida, tão delicado e que essa foi a melhor escolha.

Não conheço outro homem como você. Até hoje ainda fico impressionada com sua sinceridade - cortante, às vezes - com sua inocência e com o amor que tem por Deus.

Te iubesc mult!


quarta-feira, novembro 19, 2008

Kiss From a Rose

Ainda em "coisas para se ouvir", coloco aqui outra de minhas preferidas.
Kiss from a rose não é para mim a trilha do Batman. É a trilha de uma época amalucada da minha vida. Ouví-la é fazer uma retrospectiva muito boa!

O Seal prova que homem não precisa ser bonito... precisa ser charmoso.

O clipe é tosco - não há nada perfeito.

Continuo piegas (será um novo estado??).

Melhores trechos?? Nem sei...

"... You became the light on the dark side of me... There is so much a man can tell you, So much he can say. You remain, My power, my pleasure, my pain, baby... "




sábado, novembro 15, 2008

Final Feliz




Nem me pergunte a razão, mas sou apaixonada por essa música...
Acho que é porque tem gente muito covarde para fazer o que gostaria de fazer e é bom ouvir alguém cantar "não há mal nenhum gostar assim" ou "chega de fingir, eu não tenho nada a esconder", e mais "não tô nem aí pro que dizem... eu quero é ser feliz e viver prá ti"...
Ah! Fala sério?
Rapazes, se vocês cantassem, declamassem, colocassem para tocar algo assim uma vez por semana para suas queridinhas, garanto que valeria à pena.

É isso... estou piegas hoje.

Farei uma sessão diferente essa semana, já que estou mesmo sem tempo - eternamente - e sem muita vontade de escrever, postarei coisas que gosto de ouvir. Não apenas as músicas em si das quais gosto, porque gosto de umas músicas totalmente sem letra, mas as letras que gosto de ouvir.
Coisas para sussurrar ao pé do ouvido.

sábado, novembro 01, 2008

Discípulo (Grupo Logos)

Há dias que me sinto um discípulo
Naquele barco em meio ao temporal
As ondas são maiores que a minha fé
E sem saber pra onde ir, eu fico ali

Eu posso ver o medo em outras caras
Naquele barco todos passam mal.
Não há quem tenha força tal que pare
Ou que devolva o rumo àquele nau.

Mas um de nós se lembra e acorda o Mestre
Que estava todo tempo ali também
Ordena calma às águas.
Aumenta-nos a fé,
Pra não mais esquecemos que Ele está ali.

Ele está presente é o que nos basta!
Não importa a hora e o que acontecer!
Pode a tempestade vir me abater ...
Jesus está comigo eu vou vencer!

Assim são nossas vidas hoje em dia
Nos vales tão profundos onde a dor,
Angústias, medos, traumas e decepções
Se mostram prontos a nos abater.

Aí é só lembrar do nosso Mestre.
Jesus estava lá e está aqui também.
Ordena paz pra alma.
Aumenta-nos a fé.
Restaura nossas vidas pois está aqui.

Ele está presente é o que nos basta!
Não importa a hora e o que acontecer!
Pode a tempestade vir me abater ...
Jesus está comigo eu vou vencer!