quarta-feira, abril 21, 2010

Sling

Como é impossível organizar esse blog omo eu gostaria, vou aprender a escrever quando der, sobre o que der e publicar logo, sem querer que fique tudo arrumadinho.

A vida nem é arrumadinha e eu quero isso dum blog... ninguém merece!

Antes do Levi nascer comecei a pesquisar sobre os slings. Achava muito bonito nos sites, parecia muito confortával, mas eu não tinha prática e fiquei pensando sobre comprar ou não.
Na primeira semana de vida dele, percebi que precisava de algo, que não fosse o carrinho, para ajudar a carregar, porque bb pesa que não é brincadeira! Não são tantos quilos no começo, mas o tempo no colo é bastante e a sensação de peso vai aumentando... uma mãe sabe bem do qu estou falando. Sem contar que a gente nunca tem uma posição realmente confortável pra segurar.

Bom, comprei um sling. Não era o que eu queria, mas tinha pressa e comprei numa loja em JP (carézima!!!!), um de poliéster, que tb não é o ideal para RN. Mas, foi o jeito.

Que decepção ao tentar usar... o Levi odiava ficar dentro dele, parecia super desconfortável, ele chorava, se esticava todo... deixei encostado por uns dias.

Precisamos ir ao mercado e não temos família com quem deixar o bb por umas duas horas, então, tivemos que levar conosco para fazer compras e meu marido pediu para levar o sling no carro. Levei, meio desconfiada de que daria certo...

Quando fui "vestir" o sling e meu marido pediu para ele carregar o bb. Vestiu o sling, ajustei à altura dele e cosneguimos fazer as compras com o levi dormindo, bem protegido de tudo lá dentro.
PEnsei que as coisas estivessem se encaixado.

Nada...

Depois de uns dias, tentamos usar de novo e o menino reclamou até!
Aí decidi que tentaria todos os dias, até me acostumar. Tentei todas as posições, fui aprendendo a ajustar o sling com ele dentro e fiz muitas buscas na internet de vídeos com "lições de sling" até que achei um ensinando a improvisar um sling de algodão fazendo um nó de marinheiro.
Lá fui eu novamente...

Aí foi pior! O algodão, sem nada de elastano, me parecia menos confortável que o poliéster com elastano do meu sling, e prá piorar, eu não conseguia fazer o ajuste do nó. O Levi chorava para entrar e para sair e nao conseguia ficar um minuto.

Não desisti. Continuei lendo e treinando com meu bb - tadinho..rs... - até que um dia, finalmente, aprendi a ajeitar o de algodão de uma maneira confortável. Em seguida aprendi a usar o de argolas e agora estamos tão acostumados com eles que aaté para certas tarefas domésticas o sr. Levi fica no sling de algodão e nó de marinheiro comigo, de um lado para o outro.

Mãe, é preciso aprender a usar o sling. É fácil, sim, e muito confortável para nós e nossos bbs, mas, como tudo nessa vida, é preciso prática e prática não nasce com a gente, se conquista!

Li muitos depoimentos de mães qeu desistiram de usar alegando que seus bbs não gostam. Não acredito nisso. Tirem os slings das gavetas e armários, e mãos à obra! Vcs vão ver qeu vale o esforço, porque o trem ajuda mesmo a gente!

Vou fazer um vídeo meu ajustando o nó de marinheiro e postar aqui e também pretendo em breve falar do banho no balde.

Nenhum comentário:

Postar um comentário